03/05/2019

Blog do Patrício Nunes - INOVA PLASTIC EVIDENCIA NA FEIPLASTIC O CARÁTER INOVADOR DO MATERIAL PLÁSTICO

O robô inteligente e interativo Dubô, quando não circulava pelo Expo Center Norte promovendo entre os visitantes a nova arena INOVA PLASTIC, fazia o papel de recepcionar os visitantes nesse que foi o grande espaço de inovação da 17ª FEIPLASTIC - Feira Internacional do Plástico, realizada na última semana em São Paulo. O personagem era apenas o primeiro indício da experiência tecnológica e do conteúdo atrativo que o visitante encontraria no local.
Dentre as experiências à disposição do público na arena, estava a oportunidade de andar por um circuito fechado em um patinete elétrico que, feito em parte de plástico, é mais leve do que a maioria encontrada no mercado. Ainda em meios de transporte, o carro elétrico Renault TWIZY, feito em 75% de plástico, representou o futuro do setor automobilístico em se tratando de mobilidade elétrica com zero emissão de poluentes.
O Movimento Plástico Transforma - iniciativa do  PICPlast . criado pela ABIPLAST e pela Braskem - usou o entretenimento para levar educação e conscientização ao público do INOVA PLASTIC. No local, o visitante podia desafiar um robô a resolver um cubo mágico, desenhar com canetas 3D (criando desenhos com filamento plástico), entender o funcionamento de um sistema de autoirrigação em hortas automatizadas e conhecer o jogo virtual Eckoblocks, no qual é possível gerenciar uma cidade de maneira sustentável por meio da reciclagem. Nessa área, a principal novidade apresentada foi uma impressora 3D com quatro compartimentos para impressões simultâneas.
Os visitantes do espaço puderam assistir ainda a uma programação de palestras e debates que incluiu temas sobre sustentabilidade, o futuro do plástico e do mercado, o papel das startups na inovação industrial e as transformações da era digital, como economia circular, economia compartilhada, veículos autônomos e inteligência artificial.
"Com 50 mil visitantes de 30 países em cinco dias, a feira se consolidou como o maior evento do setor na América Latina e mostrou o que a indústria tem de mais moderno e inovador em matéria de plástico", afirmou José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), responsável pela iniciativa da FEIPLASTIC e do INOVA PLASTIC.

Reconhecimento de cases
Diversos cases foram apresentados em painéis e expostos pela arena. O conceito de ciclo fechado de produção da JBS Ambiental foi um dos destaques. A empresa transforma todos os resíduos sólidos gerados por suas unidades de negócio em soluções e produtos para uso interno. Por sua vez, a ExxonMobil se juntou à Atando Cabos para o desenvolvimento de uma solução que permitisse reciclar cordas marítimas, coletadas na Patagônia, em caixas agrícolas, que ficaram expostas no INOVA PLASTIC. Já a Unilever atraiu público com suas embalagens feitas com material reciclado; assim como chamaram a atenção as novas garrafas transparentes da Amcor para leite. A remoção de tinta de plásticos impressos, uma solução da Deink Brasil, também teve visibilidade.
Junto a esses, os cases da Sabic (solução para reforços estruturais de tampas traseiras de automóveis), da Lubrizol (para arranhões em molduras de óculos) e da Solvay (para melhores radiografias odontológicas) foram premiados no último dia do evento.
"A participação desses cases foi muito importante para o INOVA PLASTIC e as soluções apresentadas são importantes para o Brasil. Neste ano, estamos esperando uma arrancada do País e a inovação vai ter um papel primordial nesse cenário. Contamos com a ajuda de todas as empresas", disse Roriz no encerramento da programação.
O vice-presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Paulo Octavio de Almeida, ressaltou que, embora em sua primeira edição, o projeto INOVA PLASTIC se mostrou extremamente relevante. "É importante entender a inovação e a colaboração que deve existir entre os diversos players do setor. Existem muitos outros cases de sucesso e nossa intenção é ampliar cada vez mais esse espaço", finalizou.